prefácio_____________

a maravilha de viver a 45 minutos de comboio de uma capital europeia é que a probabilidade de ter um amigo/a de visita cresce a uma taxa invariável e inversamente proporcional à taxa de câmbio da moeda em uso na capital. – ora aqui está uma frase bem conseguida semantica e sintacticamente mas que não faz sentido nenhum; nas entrelinhas lê-se: o fluxo de amigos é constante e é o que me mantém são, mental e fisicamente

para quem não sabe o Boris (não o Pasternak) é o novo Mayor de Londres:
– não que o conheça pessoalmente ou que esteja minimamente informado sobre a vida politica em Londres, mas esta não me pareceu uma escolha acertada… conservatives and preservatives!

  • mas hoje em dia, quem é que faz escolhas acertadas?

bonifácio___________

no sábado passado fui ter com a Miss A. e os visitantes lusitanos – o Sr.André, o Sr.Nuno Rui e a Sra. Karla com K.. na sexta feira eles foram a um club marado cheio de gente estranha, mas como tive um ataque de mourite aguda fiquei por casa enterrado no sofá.

  • segundo consta perdi uma noite animada de Inferno.

no dia a seguir fui ter com eles ao burroughs market e passeámos pelo southbank. estava um dia extraordinário. ao fim do dia fomos jantar a um restaurante tailandês onde comi um peixe espada grelhado fabuloso (só faltava mesmo a batata e o feijão verde cozido), e depois zarpámos para Camden à procura do bar/club perfeito.


Apanhámos o Vasco pelo caminho e enquanto procurávamos um barzito porreiro fartei-me de gritar: “Dublin Castle”, mas fizeram-se desentendidos e acabámos por correr uns 4 bares diferentes, incluindo o Dublin Castle já na hora de fecho.

<- Banksy em Camden!

Chegados a casa por volta das 4 ninguém queria jogar ás cartas… aparrou toda a gente, excepto o Vasco e o Alex. ora sentei-me com eles na cozinha e começámos a conversar sobre Nietzsche.

  • e eu que só queria jogar às cartas.

aquilo começa a descambar : Nietzsche -> Marx -> Comunismo -> Fascismo -> Trotsky .
consigo dar uma ou outra tirada bem conseguida, mas ao fim de algum tempo dou-me por vencido. não estava a perceber nada do que os gajos diziam e por momentos pensei (e penso…) que eles não diziam coisa com coisa mas como pareciam-se entender, achei que o problema era meu e fui me deitar.

  • só queria jogar às cartas e adormeci com palavras de ordem na minha cabeça!

No domingo o Sr. Nuno Rui regressou a Portugal, e o resto da malta foi passear a bricklane.
De notar que vi o meu segundo space invader (este é difícil de escapar ao olhar mais desatento):


Passeámos por Hide park e terminámos o dia em Primrose Hill (onde estava um gajo com um detector de metais à procura de pennies).
Primrose é definitivamente um sitio a visitar quando vierem a Londinum num dia soalheiro!