Quando mudei recentemente do Blogger para WordPress, limitei-me a importar os posts e não mexi em grande parte das definições do WordPress. Após algum tempo, o Google indexou-me o novo blog (que é frutuoso em conteúdos de alto gabarito) mas de uma forma estranha – não indexou por nome de post ou categorias, mas por arquivos mensais (o que não facilita a pesquisa de conteúdos do blog por parte dos milhares de interessados 😉 ).

Isto aconteceu porque o WordPress usa por defeito uma estrutura de links permanentes (permalinks) do tipo www.mouro.info/?pPOST_ID, que não é muito informativa no processo de indexação. Segundo consta, a melhor estrutura de permalinks é ‘categoria/nome-do-post’, porque associa mais keywords ao post.

Decidi então mudar para a melhor estrutura de permalinks do mundo (segundo consta). Bastou preencher o campo ‘Custom Structure‘ com /%category%/%postname%/ no painel de administração do WordPress (Settings > Permalinks).

Guardei as alterações e fui verificar se tudo funcionava. Os posts tinham permalinks actualizados de acordo com o novo formato mas quando clicava em qualquer um, inevitavelmente tinha o erro 404 – Página não encontrada! – O permalink tinha sido actualizado, mas o URL dinâmico para aceder ao post continuava o mesmo. Para resolver isto, tive que instalar um plugin para migração de links permanentes que faz a conversão entre o novo permalink e o antigo.

Et Voilá

Mais um cliente – que não percebe nada disto – satisfeito.

Actualização (19/07/2008): Decidi mudar a estrutura de permalinks novamente. Agora  é apenas ‘/nome-do-post’. A razão pela qual fiz isto foi para o caso de mais tarde decidir mudar categorias, evitando assim possiveis links inválidos.